Funkeiro do mundo todo, uni-vos!

O mundo em constante desenvolvimento, as culturas em sintonia (algumas já em convergência, e se tornando uma só), e ainda tem gente que não gosta do funk? Tudo bem que, por ser um ritmo mais popular não precisa ser considerado “alta cultura”, mas precisa segregar? Precisa deixar o funk no “hall de bizarrices”? Funkeiros do mundo todo, uni-vos!

Sim, uni-vos. Contra esses opressores que preferem música clássica, chorinho e bossa nova, ao nosso querido funk. Será que não gostam das letras poéticas. São excelentes tanto quanto as de outros ritmos musicais! Todos gostam de dinheiro e ostentação. E a bunda? É um fenômeno nacional! E o crime? Quem nunca torceu pelo bandido da novela? E as drogas? Podem nunca ter usado, mas é um assunto que gera curiosidade. Portanto… funkeiros do mundo todo, uni-vos!

Será pela objetificação ao extremo da mulher? A chamando de cachorra, vadia, potranca, p**a eotras cositas mas? Não sei, e nem quero me aprofundar nessa polêmica. Mas… funkeiros do mundo todo, uni-vos!

Será pelo ritmo fácil que qualquer teclado de esquina faz eletronicamente, e que quase não se precisa de esforço para criar uma melodia? Mas e daí? O povão se diverte. É isso que importa. Quero ver alguém se requebrar com uma música da Miucha! Por isso… funkeiros do mundo todo, uni-vos!

Enfim, cada um com seu gosto e refino. Fique com o seu “vou te contar, os olhos já não podem ver”, que eu fico com o “quando essa bunda começa a jogar”. Uni-vos!

publicado originalmente em 02 de dezembro de 2017
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s